RSS

A fome e a vontade de comer

12 Abr

Com a chegada de mais um Carnaval voltamos a observar um desfile de corpos estranhos.
O “mérito” geralmente é atribuído à dieta à base de batata e clara de ovo, mas a verdade é que a mulherada tem perdido a mão nos anabolizantes.
Algumas delas estão com uma aparência que lembra muito uma perereca – coxas, panturilhas e braços malhados. Sem falar na voz de cigarra. Um horror.
Enquanto elas tentam ficar com a forma de insetos, nos Estados Unidos há quem queira apenas saboreá-los. A antropóloga Daniella Martin está nesta cruzada – ela defende o consumo de insetos como alternativa à carne.
Em seu site, “Girl Meets Bug” (“Garota Encontra Inseto”, literalmente), ela relaciona dez motivos para darmos uma chance aos insetos. Dentre os principais, o fato de serem altamente nutritivos (têm muito mais proteína do que a carne de vaca), baratos, limpos, fáceis de serem preparados e alguns deliciosos – ela diz que certas larvas têm gostinho de bacon.
O jeito mais fácil e gostoso de começar a consumi-los é prová-los vivos, logo que chegam dos criadouros.
Dados das Nações Unidas dão conta de que mil espécies são comestíveis e que mais de 80% da população mundial consome algum tipo de inseto.
No site Daniella prepara pratos e dá dicas de consumo. Segundo ela, o preconceito e a repulsa são normais, mas em suas demonstrações culinárias cerca de 75% das pessoas acabam experimentando.
O interesse da antropóloga pelo assunto começou há dez anos, quando foi estudar em Yucatan, México. Enquanto conduzia pesquisas antropológicas e tomava contato com a cultura tradicional dos maias ela aprendeu que eles costumavam complementar a alimentação com insetos por causa da escassez de comida.
“Um dia estava em Oaxaca e de brincadeira comprei um pacotinho de ‘chapulines’ (espécie de gafanhoto temperado com limão e pimenta)”, conta Daniella ao site Aol News. “Mas eles têm um péssimo relações públicas – precisam de uma reformulação de marca”.
Hoje já experimentou baratas, gafanhotos, grilos, minhocas, cigarras, escorpiões, lagartas, caracois, formigas, cupins e larvas de diversos bichos.
Daniela é tão sonhadora quanto uma miss: pretende ajudar a disseminar o interesse e a aceitação das pessoas em relação ao consumo de insetos, reduzir o uso de pesticidas utilizados na agricultura e até resolver o problema da fome mundial.
Se as rainhas de bateria soubessem do valor nutricional de um escorpião ou de uma larva poderiam virar pererecas muito mais rapidamente.

 

Fonte: http://trezende.wordpress.com/2011/02/23/

Anúncios
 
1 Comentário

Publicado por em Abril 12, 2011 em Curiosidades

 

One response to “A fome e a vontade de comer

  1. gabriela

    Outubro 19, 2011 at 12:42 pm

    queria saber o valor nutricional de um escorpiao

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: