RSS

Os piores assassinos em série de todos os tempos

02 Maio

15. Bloody Benders – América

Bloody Benders era uma família de serial killers, donos de uma pequena loja geral e pousada em Labette County, Kansas. Eles são conhecidos por ter matado 11 viajantes ricos que ficaram em sua pousada. A casa da família Bender tinha uma grande sala que era dividida por uma cortina. Eles costumavam dar um lugar de honra para os seus hóspedes ricos, que ficavam de costas para a cortina. Kate, a filha de John Bender, iria distrair o hóspede, enquanto John Bender, ou o seu filho sairia de trás da cortina cravando o martelo na cabeça dos hóspedes. A garganta de todas as vítimas era então cortada para garantir a sua morte. Eles levavam o corpo para sua adega secreta e enterravam no local. Familia Bender virou assunto de muitos romances, livros e peças, incluindo Benders Inferno (1999) por Ken Hodgson, Lyle Brandt da novela Massacre Trail (2009), Cottonwood (2004) por Scott Phillips, lâmpada dos ímpios (1960) por Manly Wade Wellman e They Bite (1943) por Anthony Boucher. Eles não foram capturados.

14. Shen Shen Changyin e Changping / Irmãos Cannibal – China

Estes serial killers chineses também conhecidos como irmãos Cannibal, tinham as prostitutas como alvo. Eles mataram 11 prostitutas em um ano desde junho de 2003 a agosto de 2004, com a ajuda de três cúmplices do sexo feminino. Primeiro eles comiam o fígado e depois queimavam os corpos de suas vitimas com ácido sulfúrico e então comiam o que sobrava. Os assassinatos tiveram inicio depois que os irmãos perderam todo o dinheiro quando seu negócio faliu. Os Shens foram condenados à morte em setembro de 2005. As três cúmplices foram condenados de 3 à 20 anos de prisão.

13. Dennis Nilsen / Assassino Muswell Hill / The Kindly Killer – Inglaterra

Este assassino cruel e psicopata matou pelo menos quinze homens e meninos entre 1978 e 1983 e manteve os seus cadáveres no esgoto da sua residência. Ele foi capturado quando alguém se queixou do bloqueio da drenagem. A empresa de limpeza de esgotos, constatou que o esgoto estava congestionado com carne humana e contatou a polícia. Ele foi condenado à prisão perpétua. Inicialmente foi dada uma sentença de 25 anos, entretanto constando que a sede de sangue ainda residia em Dennis, a sentença passou de 25 anos para perpetua.

12. David e Catherine Birnie / Assassinatos de Moorhouse – Austrália

Este casal sem alma australiano seqüestraram cinco mulheres na faixa etária 15-35 de suas casa no ano de 1980. Eles estupravam suas vítimas e, em seguida, assassinavam brutalmente. Das cinco, quatro foram assassinadas e uma conseguiu escapar. A forma como estupravam e matavam essas mulheres era extremamente desumana e cruel. Enterravam os corpos em uma floresta. Sua última vítima e a única a sobreviver aos seus ataques tinha dezessete anos de idade, Kate Moir. Ela conseguiu escapar e contatou a polícia. Eles se declararam culpados. Durante uma sessão de interrogatório, perguntaram o porquê dos assassinatos. Apontando para as famílias das vítimas, disseram: “É o mínimo que podíamos fazer.” Foram condenados a prisão perpétua. David cometeu suicídio por enforcamento em sua cela em 2005. Catherine está ainda na prisão, sem direito a condicional.

11. Ted Bundy – América

Este serial killer matou mais de 30 mulheres brancas da classe média com idades entre 15 e 25. As vítimas de Bundy foram espancadas e depois estranguladas. Ele também foi acusado por estupro e necrofilia. Tinha o costume de coletar as cabeças das vítimas como lembranças. Ele foi executado pela cadeira elétrica pelo estado da Flórida em 1989.

10. Dean Arnold Corll / assassinato de Houstan / The Candy Man – América

Seduziu e matou 27 meninos com dois cúmplices, o jovem David Brooks e Elmer Wayne Henley. Ele estuprava e logo após estrangulava. Seus cúmplices encontravam suas vítimas em troca de US $ 200 cada. Este caso é conhecido como ‘Massacre de Houston” e é um dos piores casos de assassinatos em série na história americana. Ele foi morto por um de seus cúmplices.

9. Ahmad Suradji – Indonésia

Ele era um feiticeiro e serial killer ritualista. Matou 42 mulheres jovens e de meia idade em 11 anos. Ele enterrava as suas vítimas até a cintura e depois estrangulava. Na sua confissão, ele disse que tinha feito para se tornar um curandeiro místico. Ahmad colocou a culpa no fantasma de seu pai, que veio em seu sonho e dirigiu a ele a missão de matar essas mulheres e beber sua saliva, se ele desejasse os poderes místicos. Teve seu fim sendo executado por um pelotão de fuzilamento em 10 de julho de 2008.

8. Alexander Pichushkin Chessboard / O Maníaco do Parque Bitsa – Rússia

Este assassino cruel, matou 48 pessoas, a maioria dos quais eram idosos, moradores de rua de Moscou, mais precisamente da area de Bitsa Southwest Park. Ele sentia prazer em matar em concorrência com o mais notório serial killer da Rússia, Andrei Chikatilo, que foi condenado, em 1992 por ter matado 52 crianças e jovens em 12 anos. Alexander matava esmagando a cabeça de suas vítimas com um martelo, por trás, para evitar respingos de sangue em seu rosto. Ele pediu ao tribunal russo para adicionar mais 11 vítimas para sua contagem de corpos, alegando ter assassinado 60 pessoas e ter deixado 3 escaparem, com intuito de ultrapassar Andrei. Foi condenado a prisão perpétua. Os 15 primeiros anos passou na solitária.

7. Gary Ridgway Leon / O Assassino de Green River – América

Este brutal assassinato tinha 48 acusações de assassinato primeiro grau. Ele também é conhecido como o assassino de Green River, porque suas primeiras cinco vítimas foram encontradas junto ao rio Green. Disse em um comunicado que a morte de mulheres jovens foi o objetivo de sua “carreira”, a maioria das quais foram prostitutas. Em 2005 foi condenado à prisão perpétua sem liberdade condicional.

6. Andrei Chikatilo / Red Ripper / Rostov Ripper – Rússia

Andrei Chikatilo, a besta russa que matou 52 mulheres e crianças (de ambos os sexos) para a satisfação sexual. Eles foram mortos de maneiras diferentes, mas todos estavam mutilados. Andrei Chikatilo foi baleado e executado em 14 de fevereiro de 1994.

5. Yang Xinhai / Killer Monster – China

Desalmado cometeu 65 assassinatos e 23 estupros entre 1999 e 2003. Seus métodos eram minuciosos, porém um dia ele errou deixou o seu DNA em uma das suas vítimas. Yang foi executada em 14 de fevereiro de 2004, com um tiro na nuca.

4. Carl Eugene Watts / Coral – América

Watts foi um americano que matou mais de 100 mulheres brancas entre as idades de 14 a 44. Seu primeiro assassinato foi registrado em 1974. Ele seqüestrava suas vítimas de suas casas, as torturava e, em seguida matava. Watts inicialmente confessou o assassinato de 12 mulheres. Mais tarde, ele afirmou ter matado 40 mulheres e depois deu a entender que eram 80 vítimas no total. A polícia considera Watts suspeito de 90 assassinatos não resolvidos. Por fim descobriram que eram 100 o número total de suas vítimas. Ele foi condenado à prisão perpétua e aos 60 anos de idade, morreu de câncer.

3. Luis Garavito / The Beast – América

Este estuprador e assassino em série colombiano matou brutalmente pelo menos 140 meninos. Ele desenhou um mapa na prisão, indicando a localização das ossadas das vítimas. De acordo com a contagem, ultrapassa os 300, embora exista a suspeita de cúmplice por número tão expressivo. Ele estuprava suas vítimas e, em seguida, cortava suas gargantas. Inicialmente, ele foi preso por 30 anos, que foi posteriormente reduzida para 22 anos. Logo estará solto novamente.

2. Condessa Erzsébet Báthory/ Condessa do Sangue / Blood Queen – Hungria

Esta condessa húngara esquartejou mais de seiscentos jovens virgens inocentes a fim de melhorar sua aparência e também para manter sua juventude. Extraia o sangue de suas vítimas para preparar o seu “banho da juventude”. Após a descoberta de suas crueldades seus cúmplices foram executados. Ela, por outro lado, foi emparedada em uma das salas de seu castelo, ficando lá até o seu merecido triste fim. Sua personagem já apareceu em muitos dramas, peças de teatro e cinema.

1. Thug Behram – Portugal

Thug Behram foi um dos assassinos mais letais de todos os tempos. Ele era um membro da seita indiana Thuggee. Estimasse que tenha assassinado 931 pessoas por estrangulamento entre 1790-1840. Ele usou o seu pano de cerimonial para todos os assassinatos. A “confissão” de Behram está disponível em um manuscrito sobre Thuggee escrito por James Paton, um executivo da Companhia das Índias Orientais que trabalhava para a seita Thuggee e para o Office Dacoity na década de 1830. O mal teve o seu fim, em 1840, por enforcamento.

Fonte: Smashing list

Via http://ahduvido.com.br/os-15-piores-assassinos-em-serie-18/

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Maio 2, 2011 em Curiosidades

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: