RSS

Diferença entre 32 e 64 bits

03 Jun

Você já reparou que ao baixar um programa para seu Windows, existem duas versões distintas: 32 bits e 64bits? Provavelmente você deve saber qual  versão está instalada em sua máquina. Mas ao comprar um computador novo, como saber qual versão do Windows é mais adequada e qual é a diferença entre estas versões?

Logicamente, a diferença entre a versão do Windows de 32 bits e a de 64 bits está na  capacidade de processamento que cada uma delas suporta. Enquanto a de 64 utiliza o desempenho máximo dos processadores de 64 bits, a de 32 já extrai uma capacidade equivalente a processadores de 32 e 64 bits, mas isso é preciso possuir o mesmo clock.

 

Atualmente grande parte dos processadores possuí uma arquitetura para atuar em 64 bits. Mas de nada adianta ter um processador de 64 bits e utilizar um sistema operacional (no caso o Windows) que suporte 32 bits de processamento.

Então a versão 64 bits é a melhor?


Na verdade depende. A versão de 64 bits é melhor para computadores que  atendam aos requisitos da máquina e é claro as aplicações do usuário.
Quando analisamos os processadores de 32 e 64 bits, estamos falando dos bits internos dos chips. Os bits internos não estão relacionados a velocidade, mas sim a quantidade de dados e informações que ele pode levar, logo, é necessário utilizar mais memória RAM para potencializar essa capacidade. Utilizar um Windows de 64 bits com pouca memória RAM gera uma menor eficiência da máquina, no entanto a versão de 64 bits é capaz de reconhecer e gerenciar mais memória RAM que a versão de 32 bits.

Então o que determina a velocidade de processamento dos dados é o clock do processador, e não sua arquitetura.

Um Windows de 64 bits pode até rodar programas desenvolvidos para 32 bits,  assim como o Windows de 32 bits roda programas desenvolvidos para 16 bits. Ao utilizar um Windows de 64 bits é recomendável que você instale programas desenvolvidos para serem executados em um computador de 64 bits para evitar em alguns casos diferença de desempenho.

 

Conclusão:

Para rodar aplicativos mais leves em uma máquina de configuração básica é recomendável utilizar uma versão de 32 bits do Windows, ou seja, usuários que que utilizam a internet, processadores de texto, jogos e programas que não requerem uma configuração tão pesada.

Agora computadores que trabalham executando aplicativos mais pesados, como a edição de imagem e vídeo, aplicações gráficas, desenvolver grandes projetos com o AutoCAD, jogar games mais pesados que exigem mais do seu computador é recomendável que você utilize a versão de 64 bits do Windows. Lembrando que para isso é preciso possuir um hardware adequado.  Um computador de 64 bits consegue processar o dobro de informações que um computador de 32 bits, e pode utilizar mais memória RAM.

Fonte: http://atecnoinfo.blogspot.com/2011/05/afinal-qual-diferenca-entre-32-e-64.html.

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Junho 3, 2011 em Tecnologia

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: