RSS

Estranhas condições mentais

15 Jun

1 – Parurese

10 Estranhas condições mentais! Parte 2

Paruresis (em inglês) ou Parurese (em português), também chamada de bexiga tímida, é um transtorno psicológico em que o parurético não consegue mijar na presença real ou imaginária de outras pessoas. Afeta mais os homens, porém as mulheres podem ser afetadas também.
Sabe quando você está em algum lugar aguardando ansiosamente o intervalo para “esvaziar o buffer”? Pois é, o sinal do intervalo para um Parurético é o início de uma tortura, se ele estiver com vontade de urinar, com certeza não conseguirá, pois o banheiro estará cheio. O simples barulho da urina no mictório ou na água da privada, odores, falta de privacidade visual, muitas pessoas no banheiro ou pressa já lhe causa pânico e o impede de urinar. A Parurese entra em ação, pois geralmente o parurético imagina que há alguém esperando, ouvindo enquanto urina ou zombando dele.

Nos casos mais graves, os doentes paruresis só são capazes de fazer xixi em suas próprias casas quando sabem que eles estão completamente sozinhos – e alguns até têm de recorrer ao uso de cateteres para atrair o fluxo evasivo.
Existem algumas possíveis causas para que uma pessoa desenvolva a Parurese, como:
Agressão ou abuso sexual no banheiro, uma má experiência pontual, complexo de inferioridade, uma situação de estresse, problemas familiares, bullying, medo de ser criticado ou conflitos psicológicos não resolvidos.

2 – Onicofagia

 

10 Estranhas condições mentais! Parte 2

Roer unhas (também conhecido pelo seu termo técnico onicofagia ou roeção de unha) é o hábito de morder as unhas dos dedos das mãos ou pés durante períodos de nervosismo, ansiedade, stress, fome ou tédio. Também pode ser um sinal de desordens mentais ou emocionais. As crianças começam a roer as unhas por volta dos quatro ou cinco anos de idade.
Um roedor de unhas compulsivo pode roer não só a unha, mas também a pele ao seu redor e a cutícula, possivelmente rompendo a pele. Uma pele rompida é suscetível a infecções oportunistas de micróbios e vírus. Esses patógenos podem se espalhar entre os dedos pela boca.
Casos têm sido relatados de pessoas que transferem vermes do ânus para a boca por roer as unhas. Portanto se você curte das aquelas coçadinhas marotas na bunda, não roa a unha

3 – Transtorno da expressão involuntária

 

10 Estranhas condições mentais! Parte 2

Imagine a cena, você está em uma tremenda briga com sua namorada(o), no auge da discussão te dá uma vontade incontrolável de rir. Você tenta se segurar mas não consegue e solta aquela bela gargalhada na cara da sua amada. Você ganha um potente tabefe e perde a namorada.
Ou você está no enterro de um familiar ou algum conhecido, e no meio do enterro você começa a gargalhar. Com certeza sofrerá severas críticas.
Se você já experimentou uma sensação como esta, você pode sofrer de Transtorno da Expressão Emocional Involuntária (TEEI) , também conhecido como afeto pseudobulbar. Esta condição é exatamente o que parece ser: ter a reação oposta do que se espera, ficar deprimido quando ouvir uma boa notícia, ou rir em um lugar tenso ou desagradável, como quando alguém tenta iniciar uma discussão com você.

4 – Alexitimia

 

10 Estranhas condições mentais! Parte 2

Quantas vezes você já ouviu uma mulher reclamando que seu namorado não se abre para ela? “Ele não compartilhar nenhum de seus pensamentos mais profundos comigo!” ou “Ele parece tão distante!” etc etc etc.
Acredite ou não, duas desses três queixas podem ser explicadas por uma condição mental interessante chamada de alexitimia .
Alexitimia é o termo utilizado quando uma pessoa não é capaz de expressar as suas emoções. Todo mundo na Terra tem um certo nível de alexitimia, mas pode se tornar drástico quando as pessoas tem níveis mais elevados. Oito a 10 por cento das pessoas que sofrem de altos níveis de alexitimia. Caso você ainda não tenha adivinhado, esta condição é mais comum em homens que em mulheres.
O alexitímico costuma relacionar suas sensações físicas aos seus sentimentos. Por exemplo, após sofrer um duro golpe emocional, o alexitímico irá reclamar de dor de cabeça ou fadiga, mas não saberá relatar de forma clara o que realmente sentiu.
Agora que sua namorada não tem dúvida que você tem alexitimia, provavelmente você está se perguntando. Qual o tratamento?
A resposta é…
Abraço. Isso mesmo. O tratamento prescrito medicamente para alexitimia é um bom e velho abraço. Em uma experiência recente, dois pesquisadores analisaram casais que estavam sofrendo os efeitos de alexitimia. Eles descobriram que, nas relações em que o casal dividia a comunicação afetiva, tais como, tocando, abraçando ou mesmo tomando certas posturas positivas durante a comunicação, houve um impacto positivo significativo sobre a condição. Quanto mais os casais se abraçavam, menor era o impacto que essa condição tinha sobre eles.

5 – Misofonia

 

10 Estranhas condições mentais! Parte 2

Todos se incomodam com algum tipo de som, seja buzina, britadeira, liquidificador, sirene, música do restart, a maldita Sonia Abrão falando etc etc. Mas algumas pessoas transformam esse incômodo momentâneo em fúria, ódio. Isso tem nome, Misofonia.
Misofonia é uma condição onde o doente fica furioso com sons normais. Esses sons podem vir de pessoas comendo, respirando, tossindo ou qualquer outro ruído diário.
Enquanto a maioria das pessoas fica apenas irritado com certos sons se repetindo, as pessoas com misofonia “vão à forra”. Casos têm sido relatados de pessoas com misofonia que literalmente perfuram buracos nas paredes, arremessam objetos em quartos e ficam extremanente enfurecidos nos jantares em família simplesmente porque ouviu alguém mastigando.

Curiosamente, o ódio é ainda mais grave quando o som proibido vem de alguém que está emocionalmente ligado ao doente, como um membro da família ou amigo próximo, o que faz de um jantar em família uma tortura sem limites para o sofredor de misofonia.
Compreensivelmente, as pessoas com misofonia tem muitos problemas sociais , como resultado da condição. Eles têm dificuldade de namoro, já que tendem a espancar (espero) objetos inanimados durante as refeições. Muitos são forçados a comer sozinhos em um ambiente fechado já que a raiva não é ativada quando o próprio sofredor é que está produzindo os sons.
Doentes podem tentar treinamento de sensibilidade ou ansiolíticos para acalmar as ondas súbitas de raiva. Ou na falta deste, reorganizar a sua vida de tal forma que você nunca ouça novamente aquele som que te irritou .

6 – Sindrome de Cotard

 

10 Estranhas condições mentais! Parte 2

Depressão extrema, em que o doente passa a acreditar que já morreu há alguns anos. Ele acha que é um cadáver ambulante e que todos à sua volta também estão mortos. Em casos extremos, o sujeito diz que pode sentir sua carne apodrecendo e vermes passeando pelo corpo… Na fase final, a vítima deixa até de dormir e sua ilusão pode efetivamente se tornar realidade. O nome da doença faz referência ao médico francês Jules Cotard, que a descreveu pela primeira vez em 1880.
Apesar de depressivo e certo de que está morto, o doente, contraditoriamente, também pode apresentar idéias megalomaníacas, como a crença na própria imortalidade.

7 – Pica

 

10 Estranhas condições mentais! Parte 2

Ao contrário do que sua fértil mente deve estar pensando, PICA é um transtorno também conhecido como alotriofagia ou alotriogeusia, é uma condição rara entre seres humanos que sentem apetite por coisas ou substâncias não alimentares (solo/terra, moedas, carvão, giz, tecido, etc.) ou uma vontade anormal de ingerir produtos considerados ingredientes de alimentos, como diferentes tipos de farinha, de tuberosas cruas (como batatas), amidos (por exemplo de milho ou de mandioca), etc.
O nome pica vem do idioma latim e significa pega, um pássaro do hemisfério norte renomado por comer quase de tudo que encontrar por sua frente. Pica pode ser observada em todas as idades mas especialmente em mulheres grávidas e em meninos e meninas mas especialmente em crianças sofrendo dificuldades em seu desenvolvimento infantil normal.
Medicamentos e vitaminas podem reverter a pica mas em muitos casos o tratamento exige considerações psicológicas, ambientais, etc. Em alguns casos uma leve terapia de aversão tem servido para modificar o quadro de pacientes sofrendo dessa condição.

8 – Pseudolalia

 

10 Estranhas condições mentais! Parte 2

Doença da mentira, a Pseudolalia é uma mentira compulsiva resultante de um longo vício de mentir. A pessoa mente por mentir, perde a noção do que é verdade ou não, convence-se das mentiras como puras verdades.
A pseudolalia pode conduzir a graves distúrbios de personalidade, podendo o pseudolálico acabar por perder a sua individuação e viver num real criado imaginariamente, comportando-se duma forma difícil de contacto humano e só com tratamentos profundos poderá melhorar.
As pessoas perdem lenta e gradualmente a consciência da gravidade da doença que vão adquirindo, porque a sua realidade vai perdendo cada vez mais sintonia com o verdadeiro real. Por fim o vício de mentir é um acto inconsciente e perante a mais simples situação a fuga à verdade brota espontânea e como uma repetição compulsiva e criação de verdades inexistentes.

9 – Síndrome da mão alienígena

 

10 Estranhas condições mentais! Parte 2

A síndrome da mão alienígena (Alien Hand Syndrome, em inglês) é uma desordem neurológica incomum na forma de apraxia, na qual os membros do paciente parecem adquirir vida própria. O membro -a mão, por exemplo- passa a realizar tarefas complexas e involuntárias, como abrir botões da camisa ou retirar as roupas do corpo. Na maioria das vezes a pessoa não percebe que o membro está executando movimentos.

10 – Bigorexia

 

10 Estranhas condições mentais! Parte 2

Bigorexia é uma espécie de anorexia reversa, na qual a pessoa fica obssessiva com o desenvolvimento de músculos. O distúrbio atinge mais os homens. Alguns param até mesmo de trabalhar para treinar e se alimentar, e não param, mesmo com dor. O indivíduo não consegue enxergar seus músculos e sente vergonha de expor o corpo.

Fontes: hecklerspray
Wikipedia
cracked
Blogissues
wickedmonkeys

Via: http://www.filhotedepombo.com/2011/06/10-estranhas-condicoes-mentais-parte-2.html#ixzz1PNyzJshM

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Junho 15, 2011 em Curiosidades

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: